Como organizar o fluxo de caixa: 5 dicas práticas

Postado em 08 de setembro de 2020

Finanças e vendas

Tempo de leitura: 3 minutos

O fluxo de caixa refere-se à movimentação financeira que acontece nas empresas. Poderia ser conceituado como o montante de dinheiro recolhido e gasto pela organização empresária por um determinado período de tempo. 

O gerenciamento do fluxo de caixa é uma atividade importante, pois auxilia os gestores a conhecerem melhor o negócio, entendendo sua situação atual, necessidades e perspectivas a curto, médio e até longo prazo.

Empresas que não mantêm uma organização do seu fluxo de caixa correm mais risco de sofrerem com perdas financeiras que, dependendo da situação, podem inviabilizar o negócio.

Pensando nisso, elaboramos este post com o objetivo de trazer algumas dicas práticas para ajudar na organização do fluxo de caixa da sua empresa. Continue a leitura e conheça as 5 dicas que preparamos para você!

1. Registre e categorize todas as movimentações financeiras

O segredo de um bom fluxo de caixa está no controle eficaz de todas as movimentações financeiras. Independentemente dos valores que são recebidos ou gastos, é imprescindível manter um registro adequado de todas as informações.

Classificar as despesas e receitas ajuda a identificar melhor de onde surge o dinheiro e qual é o destino dos recursos em relação aos principais gastos. Dessa forma, ao criar categorias, o gestor consegue ver com clareza a origem dos rendimentos, bem como o uso que foi dado ao capital.

Para ter um bom fluxo de caixa é importante garantir a coleta do máximo de informações possíveis. Elas trarão elementos importantes que vão contribuir para o planejamento e gestão da empresa.

2. Analise o fluxo diariamente

Não basta ter um fluxo de caixa se, junto a ele, não houver um controle diário dos lançamentos. Como o principal objetivo do fluxo é avaliar a disponibilidade de caixa e liquidez da empresa, ele só funcionará de forma eficaz se houver um controle recorrente das informações.

Por isso, manter o controle do fluxo de caixa pressupõe um acompanhamento diário das entradas e saídas de dinheiro. A operação permite um melhor planejamento dos gastos com recursos financeiros.

Além disso, o acompanhamento diário da movimentação do fluxo ajuda a evitar surpresas, uma vez que permite ao empresário se planejar, prever eventuais situações de risco e permitir a tomada de ações preventivas, antes que um determinado problema aconteça.

3. Defina projeções e metas

Para que uma empresa tenha sucesso é imprescindível investir em um bom planejamento. As tarefas de elaborar projeções e definir metas fazem parte do planejamento empresarial e estão intimamente relacionadas com a organização do fluxo de caixa.

O fluxo de caixa traz informações relevantes sobre o negócio e suas perspectivas a curto, médio e longo prazo. Dessa forma, os dados oriundos do fluxo permitem ao gestor estabelecer um plano, projetar o futuro da empresa e definir quais serão as metas a serem alcançadas para obter os resultados esperados.

4. Planeje a curto, médio e longo prazo

O fluxo de caixa é uma ferramenta tão interessante que permite ao empresário fazer uma projeção média ao longo do ano. Assim, o gestor tem condições de avaliar diferentes cenários e se antecipar a problemas, preparando-se para eventuais adversidades.

O segredo é estipular quais serão os ganhos e os gastos no fluxo mensal. No fechamento do mês, faça um comparativo entre o que foi planejado e realizado. Na prática, isso ajuda a entender quais foram as despesas inesperadas, com que frequência elas acontecem e o que você pode fazer para evitá-las nos próximos meses.

5. Invista em um sistema de gestão comercial

Nos dias atuais, a tecnologia se tornou uma grande aliada dos empresários, assim, o fluxo de caixa já encontra ótimas soluções no mercado.

Por isso, se você quer organizar o seu fluxo de caixa, vale a pena considerar o investimento em um sistema de gestão comercial que ofereça funcionalidades para a organização do seu fluxo e também auxilie na gestão financeira, administrativa e fiscal do seu negócio.

Dessa forma, você pode gerenciar as informações com maior eficiência, automatizando tarefas operacionais e obtendo uma visão dinâmica das informações que contribuirão para a tomada de decisões.

O controle do fluxo de caixa faz parte da gestão de qualquer empresa. Independentemente do porte ou ramo de atuação, investir no controle das entradas e saídas ajuda a conhecer melhor o negócio e deixa o gestor preparado para lidar com o cotidiano de sua empresa. Nesse contexto, um sistema de gestão oferece todas as ferramentas e soluções para um gerenciamento eficaz e focado no crescimento sustentável da empresa.

Gostou dessas dicas sobre como organizar o fluxo de caixa? Então, cadastre-se em nossa newsletter e tenha acesso a conteúdos exclusivos, diretamente no seu e-mail!

voltar

Compartilhe
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin