O que é a Curva ABC de vendas e como ela ajuda na gestão do seu negócio?

Postado em 16 de junho de 2021

Finanças e vendas, Gestão de estoque

Tempo de leitura: 3 minutos

Este modelo irá auxiliar na estruturação de um sistema organizacional extremamente eficiente

A Curva ABC é uma estratégia de categorização e otimização, que ajuda a definir o espaço do seu estoque, da sua prateleira em relação à sua oferta e demanda. Para isso, os produtos são divididos em três classes:

  • A classe A, composta por artigos de grande valor e pequena quantidade;
  • A classe B, composta por artigos de médio valor e quantidade;
  • A classe C, composta por artigos de pequeno valor e grande quantidade.

Quer entender mais sobre esse assunto? Continue neste artigo!

Em detalhes…

A Curva ABC, ou Regra 80/20, é um conceito que se desenvolveu a partir do Princípio de Pareto, teoria elaborada pelo economista, cientista político e sociólogo Vilfredo Pareto (1848 – 1923). Apesar dessa associação, sua contribuição para esse tema foi meramente teórica, visto que o principal responsável por estruturar essa ideia foi o consultor de negócios Joseph Moses Juran (1904 – 2008).

Seus estudos foram fundamentais para a compreensão da pluralidade dos trabalhos citados acima, que passaram a ser aplicados em diversas esferas, como em análises computacionais, no marketing digital e em tópicos ligados à economia. Nesse sentido, seus adeptos também cresceram em ambientes empresariais de pequeno, médio e grande porte.

A transformação dos números

Vilfredo Pareto desenvolveu a Regra 80/20 ao constatar que 20% das vagens produziam 80% das ervilhas de sua região. Além disso, percebeu que 4/5 das terras italianas pertenciam a 1/5 da população total.

Soltos, esses dados podem parecer vazios ou superficiais, mas dizem muito sobre a otimização de espaços. Basicamente, eles devem servir como guia para direcionar suas ações.

Por isso, esses números devem ser adaptados conforme cada uma de suas aplicações, desde a ordenação de clientes até a disposição de materiais em estoque.

Na Curva ABC, é comum trabalhar com as seguintes porcentagens:

  • 20% do espaço da loja deve ser reservada para produtos de classe A;
  • 30% do espaço da loja deve ser reservada para produtos de classe B;
  • 50% do espaço da loja deve ser reservada para produtos de classe C.

Vale destacar que cada negócio possui suas particularidades, que devem ser levadas em consideração para se estipular cada uma das divisões colocadas acima.

Como a Curva ABC pode influenciar nas suas vendas?

Entendendo todas essas definições, fica mais fácil observar os reflexos que a utilização da Curva ABC pode causar no seu negócio, visto que existe um potencial real de melhora para diversas esferas do seu empreendimento, independentemente de qual seja.   

Isso pode ser feito através de dois pontos principais:

Por meio dessa ação, é possível poupar gastos através da classificação de prioridade dos objetos guardados. Dessa forma, a administração se torna uma tarefa mais eficiente, melhorando seu desempenho no mercado e lapidando suas relações com clientes.

  • A procura de causas e efeitos na gestão de qualidade

Nesse caso, a perspectiva é mais ampla, podendo ser utilizada em camadas distintas de uma determinada empresa. Aqui, a ideia é identificar e catalogar as ações e reações.

Entre os exemplos mais comuns desse modelo estão a procura e conquista de fornecedores e consumidores melhores.

A aplicação e desenvolvimento correto dos tópicos citados acima contribuem com a estabilidade de qualquer negócio que, mesmo vendendo seus bens e serviços em quantidades variadas, aumentam a chance de se fixar na sua área de atuação, uma vez que trabalham de maneira mais eficiente.

Como a Curva ABC pode ser colocada em prática?

Aplicar a Curva ABC na sua empresa, seja ela grande ou pequena, não é tão complicado quanto muitos fazem parecer. Para te auxiliar com isso, nos baseamos em materiais publicados pelo UOL para estruturar um passo a passo extremamente dinâmico, focado na organização de estoques. Mesmo que você precise um direcionamento diferente, é possível utilizar este modelo como guia, fazendo todas as alterações necessárias. Acompanhe!

  • Escolha um software

Existem inúmeras opções no mercado de programas que podem ser utilizados para executar essa tarefa, sendo o mais popular o Microsoft Excel, mas o ideal é ter um programa próprio para gestão. Mais do que planilhas, esses programas contam com funções que auxiliam no controle de sua empresa, como a gestão de estoque. 

  • Organize seus produtos 

Organize seu foco, sejam clientes, mercadorias, ou qualquer outra coisa. Aqui para exemplificar de maneira clara, inventamos uma quitanda com poucos produtos.

Qual a importância da Curva ABC para o meu negócio?

Ao fazer todos os cálculos de maneira correta, com as informações reais, você terá um panorama geral dos produtos em uma classificação baseada no grau de importância de cada um deles. No exemplo apresentado aqui, o panorama foi gerado em um ano de vendas. 

A partir do resultado gerado, você poderá tomar decisões mais inteligentes, por exemplo, deixar de vender determinado produto em sua loja porque não agradou seus consumidores ou simplesmente porque você não teve lucro algum ou até “perdeu” dinheiro, mantendo em estoque quando poderia dispor de outro produto mais relevante. 

Gostou desse conteúdo? Quer saber mais sobre Gestão de Estoques? Acompanhe todos os artigos do nosso blog! 

voltar

Compartilhe
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin