Como emitir sua primeira nota fiscal

Postado em 19 de outubro de 2021

Fiscal e tributário

Tempo de leitura: 3 minutos

Se você chegou até esse artigo provavelmente quer saber como emitir sua primeira nota fiscal, certo? 

A nota fiscal é uma obrigação fiscal para várias empresas, porém sua emissão ainda gera dúvidas entre os empreendedores, principalmente os de primeira viagem.

Esse documento serve para comprovar as operações de compra e venda de produtos e serviços, além de fornecer os dados relevantes tanto para os clientes como para o próprio dono do negócio.

Por isso, hoje vamos te ensinar em 3 passos como emitir sua primeira NF. Pronto? Então vamos lá!

Como emitir sua primeira nota fiscal: o que é preciso saber?

Antes de tudo, é importante entender que existem alguns tipos de notas fiscais e cada empresa tem a obrigação de emitir um determinado tipo ou outro, isso vai depender do setor de atuação.

Em todo caso, conversar com o contador ajuda a esclarecer quais os tipos de NFs que seu comércio precisa emitir. 

Basicamente, as mais conhecidas e usadas são: 

  • Nota Fiscal Eletrônica, a NF-e;
  • Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, ou NFS-e;
  • Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica, a NFC-e;
  • O Conhecimento de Transporte Eletrônico, o CT-e, para empresas que lidam com transporte de cargas interestaduais e intermunicipais;
  • E o MDF-e, um tipo de nota emitida como CT-e, o qual a própria empresa que vende o produto pode emitir.

Um ponto interessante diz respeito ao Microempreendedor individual. O MEI só é obrigado a emitir nota fiscal para pessoas jurídicas em caso de venda de produtos/serviços.

Agora que você já sabe as informações básicas sobre a emissão, vamos para o passo a passo.

1. Obtenha um certificado digital

Para emitir a nota fiscal, primeiro você deve vincular o CNPJ do seu negócio a um certificado digital. É essa assinatura eletrônica que valida a existência da sua empresa e permite que ela emita NFs.

Assim, para obter um certificado digital, o negócio tem de escolher uma Autoridade Certificadora (AC) — uma instituição responsável por comercializar os certificados. 

Em seguida, após a AC receber os dados do seu estabelecimento, a empresa prestadora deste serviço deve comparecer a uma Autoridade de Registro para validar as informações previamente mandadas. Aliás, esse processo também pode ser feito todo online.

Lembrando que existem dois tipos de certificados digitais disponíveis para a emissão da sua primeira nota (e das demais): os certificados A1 e A3

Apesar do mesmo objetivo, eles são usados em circunstâncias diferentes:

  • A1: certificado padrão para  sistemas de emissão de notas fiscais, no qual os dados ficam guardados online;
  • A3: usados por empresas que emitem notas por outros tipos de emissores, geralmente em um dispositivo físico, um tipo de cartão que fica conectado ao computador.

2. Cadastre sua empresa na SEFAZ

O próximo passo trata-se do credenciamento da empresa na SEFAZ (Secretaria Estadual da Fazenda e Planejamento). 

Aqui, é feito o cadastro do seu negócio na Secretaria da Fazenda do estado ou município ao qual o estabelecimento está localizado.

Também é importante prestar atenção às regras do seu estado e/ou município, pois dependendo do local, esse credenciamento pode ter variações.

Sendo assim, pesquise com o órgão competente (prefeituras, secretarias estaduais) quais os requisitos necessários para requerer o credenciamento da sua empresa. Assim, você agiliza o trabalho e garante um tempo de espera menor.

3. Utilize um sistema de gestão comercial

Visando cumprir essa obrigação com êxito e eficiência, a emissão de nota fiscal demanda o uso de um sistema de gestão comercial, especializado nesse serviço.

Além disso, um sistema de gestão comercial possui inúmeras funcionalidades que cabem perfeitamente à realidade do seu negócio, seja ele uma média empresa ou um estabelecimento que acabou de abrir.

Entre suas funções, estão a gestão de estoque, recursos de venda de produtos, ferramentas de controle financeiro, cadastro de clientes, integração com e-commerce, relatórios personalizados e muito mais!    

Conclusão

Esperamos que agora você já saiba como emitir sua primeira nota fiscal. Como você viu, são poucos passos e em pouco tempo você poderá oferecer mais essa segurança aos seus clientes, além de cumprir com as obrigações fiscais.

Nesse sentido, possuir um sistema de gestão comercial para emitir as NFs do seu negócio pode ser uma mão na roda. A BITIS tem diversos planos que contemplam esse recurso. Acesse o site e saiba como nossa ferramenta pode ajudar a gerar notas fiscais com rapidez e segurança! 

E se você gostou deste artigo, cadastre seu e-mail no rodapé dessa página e fique por dentro das novidades do nosso blog!

voltar

Compartilhe
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin