Pagamento no WhatsApp: o que dá e o que não dá para fazer

Postado em 17 de agosto de 2021

Inovação e tecnologia

Tempo de leitura: 4 minutos

Você sabia que já é possível fazer pagamento no WhatsApp? Desde 04 de maio de 2021 o aplicativo liberou a função aqui no Brasil. 

Agora, além de conversar com seus contatos e mandar fotos e figurinhas, você pode transferir dinheiro para outra pessoa.

Enquanto pequeno empreendedor, nós sabemos o quanto o WhatsApp é importante para fechar negócios. Por isso, no post de hoje vamos esclarecer o que dá ou e o que não dá para fazer nos pagamentos pelo WhatsApp. Confira!

Pagamento no WhatsApp: o que DÁ para fazer?

Antes de tudo, é importante lembrar que as informações mencionadas sobre o pagamento do WhatsApp se referem a data de postagem deste artigo (agosto/2021). Assim, pode ser que ocorram novas atualizações/funções, as quais são de responsabilidade do aplicativo.

Sabendo disso, entenda agora o que já é possível fazer a partir dos pagamentos no WhatsApp.

1. Receber ou transferir dinheiro 

Mande e receba dinheiro de amigos, familiares ou conhecidos, tudo de forma gratuita.

2. Receber ou transferir dinheiro em vendas feitas entre pessoas físicas

Enquanto pessoa física, você pode receber ou efetivar pagamentos de produtos e/ou serviços prestados.

3. Transferir dinheiro para pessoas que ainda não estão com a função “Pagamento” ativada

A diferença é que, neste caso, a transação precisa ser realizada por alguém que já tem essa opção instalada no celular. Em seguida, para receber o dinheiro, a outra parte necessita cadastrar o cartão de crédito na plataforma.  

Lembrando que o cartão de crédito serve somente para o cadastro, ou seja, não será gerado cobrança na fatura mensal do usuário relativo a esse serviço.

4. Pedir um pagamento

Dentro da conversa com a pessoa que você vai pedir o dinheiro, clique na opção “Pagamento”, depois em “Solicitar”. Lembre o pagador de fazer a transferência, pois nesse momento, esse beneficiário já poderá mandar o dinheiro na própria mensagem.

5. Enviar dinheiro somente com o número de celular da pessoa

Aqui, a operação é efetivada muito semelhante ao compartilhamento de arquivos e fotos, apenas abrindo a conversa no aplicativo. Entre na opção “Pagamento”, digite o valor e, por último, a senha ou biometria (caso o aparelho tenha essa tecnologia). 

6. Adicionar mais de um cartão como forma de pagamento

É importante destacar que, ao incluir essa opção, somente um dos cartões será considerado padrão. 

Também é preciso que os cartões sejam dos bancos parceiros do WhatsApp, incluindo as devidas bandeiras autorizadas. 

Os bancos Bradesco, Banco do Brasil, Mercado Pago, Next e Woop operam com a bandeira da Visa; Já os bancos Inter, Itaú e Nubank usam a bandeira da Mastercard; e por fim, a Sicredi, trabalha com cartões das duas bandeiras: Visa e Mastercard.

7. Usar a biometria para autorizar as operações

Ao invés de digitar a senha numérica, se o seu celular tiver a função de biometria, ela pode ser cadastrada para liberar as transferências.

8. Receber o valor de volta

Isso é possível quando a transferência não foi de fato efetivada. Em caso positivo, o estorno do valor volta em até 24 horas.

9. Enviar até R$1000/transação ou até R$5000/mês

Além desse limite, é interessante verificar também com o seu banco se há alguma tabela específica sobre operações com os pagamentos no Whatsapp.

10. Fazer até vinte operações por dia

Até o momento de lançamento deste artigo (agosto/2021), esse é o número de operações liberadas por dia para receber ou pagar dinheiro.

Pagamento no WhatsApp: o que NÃO dá para fazer?

Pode ser que algumas destas regras mude, conforme o aplicativo vá se atualizando, mas até a data de lançamento deste artigo (agosto/2021), não é permitido:

1. Receber ou transferir valores para empresas 

Não é permitido mandar valores para empresas, isto é, entre um CPF e um CNPJ. Da mesma forma, não é possível que dois CNPJs mandem dinheiro entre si.

2. Pagar uma compra ou dívida pelo app

Até agora, agosto/2021, que é a data de lançamento deste artigo, apenas transferências estão liberadas.

3. Mandar dinheiro para uma pessoa que você não possui o número do telefone ou para quem não usa o WhatsApp

Nenhuma das alternativas são viáveis, já que você só consegue transferir valores para contatos de sua agenda do app.

4. Fazer transferência por meio de cartão de crédito

Até agora, somente a função débito está liberada e para os bancos citados no item anteriormente.

5. Fazer inscrição para participar da função “Pagamento”

Para começar a usar a função, não é necessário nenhum cadastro. Isso porque as transferências são liberadas automaticamente quando alguém mandar qualquer valor para você.

6. Transferir pelo WhatsApp Web

Até o momento de postagem deste artigo (agosto/2021), os pagamentos só estão autorizados na versão do celular.

7. Transferir dinheiro para contas bancárias

Apesar de fazer transferências, o Whatsapp se identifica como um iniciador de pagamentos. Como não tem poder sobre as contas, não é considerado um banco.

8. Enviar valores para fora do Brasil

Somente os moradores do Brasil e com o número de telefone brasileiro podem operar essa função. Da mesma maneira, não é possível transferir nenhuma moeda estrangeira.

9. Aumentar o número de transferências ou valores por meio de novos cartões de crédito

Mesmo que o usuário insira outro cartão na plataforma, isso não vai aumentar o limite, porque essa limitação está vinculada ao número de telefone cadastrado.

Conclusão

Muito bem, agora você já sabe o que dá e o que não dá para fazer referente ao pagamento no WhatsApp. Como visto, as redes sociais são de extrema importância para o sucesso do seu negócio.

Por isso, além de saber as vantagens das redes sociais para seu estabelecimento, não deixe de conhecer o que um software de gestão comercial, como o BITIS, pode fazer por sua empresa!

Gostou do conteúdo de hoje? Então, compartilhe esse texto nas suas redes sociais!

voltar

Compartilhe
Share on Facebook
Facebook
Share on LinkedIn
Linkedin